9 abr 2015 às 8:38 am

Portal do Governo tem mais de 7,7 mil vagas de trabalho na Paraíba

epA partir desta quarta-feira (8), o mais novo sistema de divulgação de vagas de emprego através da internet implementado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), através do Portal mais Emprego, está disponibilizando 7.787 vagas para a Paraíba. Acesse aqui o portal.

Para se inscrever no Portal Mais Emprego e acessar o serviço de intermediação de mão de obra, conforme o MTE, o trabalhador precisa ter idade acima de 14 anos, informar o número da documentação necessária, a exemplo da Identidade, Carteira de Trabalho, PIS ou Pasep ou Número de Identificação do Trabalhador (NIT).

Outras informações necessárias são seu perfil, a formação acadêmica, cursos realizados, suas pretensões e experiências profissionais com ou sem comprovação. O campo pretensão profissional é onde o trabalhador preenche com as vagas que deseja concorrer, informando até seis cargos desejados.

Já o empregador, para se cadastrar no Portal Mais Emprego e disponibilizar vagas, ele precisa fazer um login de acesso com o número de identificação registrado. É necessário ter em mão o CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica), o CEI (Cadastro Especifico do INSS) ou o Cadastro de Pessoa Física (CPF).

Caso o empregador já tenha comparecido a uma Agência do Sine, o cadastro já estará preenchido, então será necessário apenas verificar se as informações precisam de atualização. O cadastro está dividido em cinco etapas, para que seja informados a identificação, contatos, principais atividades da empresa e o período que mais efetua contratações.

Também é necessário selecionar a agência do Sine que ficará responsável por validar o cadastro, as informações das vagas que a empresa cadastrar e prestar todo o apoio durante o acompanhamento do preenchimento da vaga.

Para sanar alguma dúvida, o MTE orienta o trabalhador ou o empregador procurar uma agência de atendimento do Sine mais próxima.

O portal

O Portal Mais Emprego oferece meios de pesquisa às vagas do Sistema Nacional de Emprego (Sine) sem que precise sair de casa até o posto mais próximo. O interessado ao emprego poderá se candidatar e ainda obter informações sobre o andamento do seguro desemprego, abono salarial e obter informações sobre cursos para qualificação profissional.

Portal Correio

O que você achou disso? Deixe seu comentário

Seu comentário passará por um moderação leve. Evite ofensas pessoais e palavrões para ter sua publicação exibida aqui.